terça-feira, 16 de outubro de 2007

É ruim, mas é bom...

Coincidentemente, depois de tanto meter o pau nessa corrupção toda do Brasil que me tirou até a vontade de falar sobre o dia das crianças e do professor, nem bem começa a semana e conversando com uma paciente ela me conta que a filha, arquiteta e muito bem estabilizada nos EUA, em Orlando, não vê a hora de voltar para o Brasil... Casada com um americano, dois filhos, mas não agüenta mais de saudades... da família, dos amigos, de um churrasco, da praia, e dessa zona toda daqui... e quer voltar para Santos.
E outro amigo que escreveu dizendo que mesmo agora morando lá em Porto Alegre, super bem remunerado nessa transferência, também não agüenta mais de saudades... e o terceiro, este paciente, que saiu de Santos metendo o pau na cidade, e que ia para Blumenau, porque lá sim é lugar civilizado, de gente politizada, educada,... e com uma sociedade fechada, discriminadora, muito diferente daquela que ele conhecia quando ia de férias... Não vê a hora de voltar para Santos...
Pensei em tantas pessoas que precisam sair de sua terra natal para buscar novas oportunidades... Acho que sempre ficam pensando no dia em que voltarão para casa... Seria bom demais se a gente conseguisse melhorar tudo isto aqui para que ninguém mais tenha que partir... a coisa não está fácil, está jogo duro e às vezes bem ruim mesmo, mas nada como a terra da gente...

3 comentários:

Mines disse...

OK, concordo que a saudades sempre existirá, mas aprendi que se voce morar num lugar e ficar com o pensamento tempo todo em outro, vai criar conflito meeesmo!

Se não dá pra largar tudo e voltar, meu conselho pra essa turma é: viva bem e curta o máximo onde voce está no momento AGORA!

abraços...
Ines
(seus leitores são tímidos? só eu que comento é?)

Marcão disse...

Ines, não sei se só você que comenta ou se só você que me lê mesmo... beijos...

Anônimo disse...

É difícil deixar a NOSSA terra, mas tudo depende do que se está buscando. Nada vem de graça e como diz o ditado: "não existe vitória sem sacrifícios".
Pastei muito em SP, mas consegui tudo que queria.Apesar da cidade ser muito dura, hoje aprendi a gostar daqui, mas... um dia quem sabe consigo me APOSENTAR e voltar a Santos.

Mi