sexta-feira, 24 de agosto de 2007

"Coincidências"

Eu não sou do tipo que tem uma opinião formada sobre tudo. Mesmo que eu quisesse minha inteligência não permitiria.... Também não sou muito de planejar minhas coisas... Planejar cansa... eu sou mais de ver o que vai dar... Mas semana passada aconteceu um negócio no mínimo interessante comigo. Fomos buscar minha sobrinha no Catecismo e minha esposa perguntou: Nossa filha vai fazer primeira comunhão?
Eu fui criado em família católica praticante e me tornei católico... só que não vou mais à missa... e minha esposa é mais light que eu ainda... bem, só sei que na hora ficamos meio em dúvida...
No dia seguinte fui à Livraria Realejo assistir a palestra do Dr. Nilson e atrás dele, bem atrás dele tinha um livrinho escrito assim “As religiões explicadas à minha filha”... É engraçado como as coisas acontecem com a gente... o tempo todo a vida bate na nossa cara e a gente nem percebe... É claro que eu comprei o livro, e na primeira página eu já tinha a resposta... A filha do autor também havia crescido sem pertencer a nenhuma religião e agora ele havia se dado conta que aos 13 anos de idade ela não sabia quase nada sobre a Bíblia, Deus, milagres, judeus, cristãos, fé, sagrado, ateus, pagãos e tantas coisas mais... isso foi no Domingo. Na segunda, uma pessoa que gosto muito estava passando por um momento muito difícil e eu percebi que ela estava precisando que alguém aliviasse sua cabeça e seu coração... eu mesmo não consegui, mas quem? À tarde toca o telefone e uma freira marca uma consulta comigo, urgência, não a conhecia... conversei por um tempão com ela, parecia que nos conhecíamos há anos... nossa que papo legal, que cabeça espetacular... Perguntei: O que a senhora tem feito freira? E ela disse: “Eu já rodei o mundo, sou missionária, fui a guerras na África, vivi em favelas no Rio, conheci toda a miséria do norte do nosso País... Hoje me aposentei e me dedico ao estudo, à meditação e em ajudar pessoas com almas aflitas"... A senhora faz um favor pra mim???

Um comentário:

Zé Luiz Tahan disse...

Fala Marcão,

Quem te escreve é o livreiro da Realejo, obrigado pela visita à nossa casa, na companhia do querido Nilson.
Boa surpresa o seu blog, a baixa gastronomia é uma das minhas paixões. Inclusive tenho um plano de publicar pela minha editora um guia de botecos, se te apetecer apareça ou me ligue.
Grande abraço,
Zé.