terça-feira, 21 de agosto de 2007

Frangó, tenha dó...


O “Frangó” foi eleito pelo Guia da revista Veja, "Comer & Beber". o melhor boteco de São Paulo por cinco anos seguidos (2000 a 2004) e depois novamente em 2006. Olha que para ser o melhor boteco de São Paulo tem que ser bom prá cacete... e eu fui agora pela segunda vez conferir de perto... e pela segunda vez não gostei. Acho que é aquele negócio de bater o santo ou eu fui com uma expectativa muito grande, ou estes críticos não entendem nada de boteco ou, o que é mais provável, meu paladar que não é tão refinado assim...
Tudo bem que são quase 200 marcas de cerveja do mundo inteiro para serem tomadas. Eu estava mais com fome do que com sede então não quis arriscar e tomei uma que eu gosto, a Norteña, uruguaia..., até aí tudo bem...
Pelo guia, o destaque são as coxinhas com catupiry, “devoradas em média 1.000 por semana com fãs de peso como o Ed Motta” e o frango... parece lógico.... Eu e minha esposa que é expert em coxinhas, praticamente uma coxóloga, preferimos a coxinha da “Florinda” ali no Super Centro. Fomos para o frango Grelhado que foi o que deu o nome à casa... desculpe, mas prefiro mil vezes o de televisão da Chrismare ali na Vahia de Abreu... depois pedimos uma picanha... outra decepção, até a do “Bar do Jorge” é melhor. Tentei minha tática de pedir uma sugestão para o garçom, mas todos estavam correndo (odeio garçom que corre) , aí apelamos... vamos olhar o que o pessoal está comendo nas mesas do lado, aí deu certo... Polenta frita com queijinho e Calabresa na chapa... tá vendo? Em todo bar tem alguma coisa boa pra comer... O ambiente é muito agradável, no Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, parece que você está no interior, um casarão antigo, estiloso, cheio sobes e desces com mesas na calçada e decoração curiosa, típica de boteco. Não gostei do serviço, mas vale à pena conferir pela fama que tem... http://www.frangobar.com.br/

2 comentários:

Anônimo disse...

Não adianta, Marcão, santista é bairrista mesmo!

Marcão disse...

Desculpe, mas não é uma questão de bairrismo... eu fui duas vezes e não gostei, como disse, pela fama minha expectativa era grande... claro que o bar é ótimo, mas será que é o melhor de São Paulo???